Cultura

A música que vale


Valorizar as origens é música para nossos ouvidos. E é isso que Saulo Xavier fez ao compor e interpretar uma música que engrandece o jeitinho todo especial de ser e viver no Vale do Jequitinhonha, “Vale de Amor”. Confira:

Dá pra ver no teu olhar. De onde você. Tá escrito no teu jeito. De ser e falar;

Em cada palavra. Um sentimento. De alegria ou sofrimento;

Superação e força. Misturados com vontade. De viver;

Exemplo de fé. A gente sabe o que é: Viver no Jequitinhonha;

Vale de amor, de alegria. De gente feliz e harmonia;

De fé e luta todo dia

Entretendo, o estudante de Engenharia Elétrica não para por aí. Saulo tem se esforçado muito em sua nova carreira  musical e já pode-se afirmar, que desponta como o mais novo artista talentoso do Vale do Jequitinhonha. Seu canal no Youtube já conta com mais de dez publicações, contendo músicas autorais interpretadas a voz e violão. Continuar a ler

Anúncios
Categories: Cultura, música | Etiquetas: | Deixe um comentário

Pra frente Rubim?


maxresdefaultA cidade de Rubim é pequena e pacata, um ótimo refúgio pra quem gosta de tranquilidade. Essa calmaria só é quebranda quando as festas típicas entram em cena. Quem nunca se reuniu em torno de uma grande fogueira de são João na antiga praça das acácias, ainda na terra batida, para soltar traques e/ou beber quentão; quem não se lembra dos homens vestidos de mulher durante o carnaval na praça, ou perambulando pela cidade; não há quem não se encante pelo cortejo do boi. Isso já faz parte da alma do município.

Entretanto, boa parte destas tradições vem sendo deixadas de lado. Não houve natal e réveillon na praça, o carnaval vai se limitar às machinhas organizadas pelos próprios foliões – diferente do ano passado, leia –  e tradições, como a do boi de janeiro, estão sempre na eminência de não desfilarem por falta de recursos. O que está acontecendo na terrinha?!

Segundo a prefeitura, o problema da cidade é a ausência de recursos, em especial com a diminuição brusca de repasses no fundo de participação dos municípios, FPM. Porém, segundo o site do Tesouro nacional – acesse aqui – em Janeiro de 2009 a cidade recebeu o montante de R$ 504.237,97 de FPM, enquanto no último mês de Janeiro o repasse foi de R$ 1.188.331,90. Então, por que Rubim continua tendo cortes em lazer, esporte e cultura? Continuar a ler

Categories: Cidade, Cultura, made in rubim, rubas, Rubim MG, rubim vale do jequitinhonha, vale do jequitinhonha | Etiquetas: , , , , | 8 comentários

Exposição Expressões | Gil Queiroz


O Colégio Marista Dom Silvério abriu oficialmente a exposição “EXPRESSÕES”. As obras da artística plástica, Gil Queiroz, estão expostas em circuito pela escola, passando pela entrada, corredores, capela azul no segundo andar, Teatro Dom Silvério e na entrada do Centro de Estudos Maristas (CEM).

Influenciada pelo artesanato do Vale do Jequitinhonha, da época em que brincava com o barro em meio às montanhas rochosas, Gil Queiroz, natural de Rubim-Mg, retrata em seus quadros a vida simples do interior. Com um trabalho diversificado, repleto de cores, formas e texturas, a artística plástica apresenta ainda, gravuras em metal, coleção de roupas feitas com material reciclado e peças de decoração estilizadas.

Durante um período, Gil se dedicou exclusivamente à moda, quando modelou para o estilista Ronaldo Fraga. Fez pesquisas em moda sustentável, descobriu o tecido a base de garrafas plásticas, apresentado no Minas Trend Preview, e levou também para uma apresentação em Singapura, onde representou o Brasil.

VEJA O VÍDEO DA EXPOSIÇÃO: CLIQUE AQUI

Gil Queiroz, artística plástica resposável pela exposição.

Continuar a ler

Categories: Arte, Cultura, Rubim MG, vale do jequitinhonha | 1 Comentário

Rubim – Poema


Por Linna Bheatrice Rodrigues

É um canto longíquo, perdido no final de uma estrada de muitos quilômetros. É uma terra quente, de ar triste, de uma brisa inconstante. É uma praça perdida entre a imensidão vazia que a circunda. São 12 horas de viagem.
São gerações que conheceram seus muitos points da moda. É Rabo da Gata, é Péra, é Casa Rosada, é Gavião, é Estação da Cerveja, é seu Alcides, é o bar de seu Manoel, é o Trinca Ferro, é o Alvorada, é o Domingo Alegre. São sons, lágrimas, encontros, desencontros, despedidas, despedaços…
É a falta d’água, é o Forró da Água, é a água que não chega, é a enchente, é a água da Medéia.

Continuar a ler

Categories: Cidade, Cultura, História, Informações, made in rubim, poema, Rubim MG, vale do jequitinhonha | Etiquetas: , , , | 2 comentários

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: